Bolsa
IBOVESPA
|
Câmbio
Dólar |
Euro |
Peso Arg |
Ouro (onça) |
Geral
23/11/2021 10:27
Lideranças do setor rural de Palotina, região reivindicam da Copel solução para problemas de energia

O encontro contou com a participação de representantes sindicais de Toledo, Cascavel, Guaíra, Marechal Cândido Rondon, Nova Santa Rosa, Terra Roxa e Cianorte

Palotina - Na última semana o presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero e o secretário executivo da empresa, Maximiliano Andrés Orfali, receberam em Curitiba lideranças ligadas ao setor rural em uma reunião provocada pelo Sindicato Rural de Palotina para discutir problemas relacionados ao fornecimento de energia elétrica. Representando o Sindicato Rural de Palotina esteve presente o vice-presidente Edmilson Zabott que elencou os principais problemas enfrentados pelos produtores rurais que, segundo ele, estão tendo prejuízos por causa da má qualidade da energia. Segundo Edmilson a energia elétrica é um dos principais insumos nas propriedades que além da produção de grãos também estão envolvidos nas cadeias produtivas, entre elas produção de frango, suínos, bovinos e peixes. “Mostramos ao presidente da Copel o que representa o setor do agronegócio para a economia do Paraná, sobretudo para geração de empregos, renda e tributos. Infelizmente o setor não está tendo o comprometimento merecido pelo governo. Produtores rurais estão tendo prejuízos com as péssimas condições de distribuição de energia”, disse Edmilson ao mencionar durante o encontro o prejuízo que um produtor de Nova Santa Rosa teve na semana passada em seu açude. Por falta de energia morreram mais de 60 mil peixes com perca estimada em 70 toneladas. Outra queixa das lideranças foi sobre o encerramento do programa de redução da tarifa que era mantido pelo governo, o que está impactando nos custos de produção.

O encontro contou com a participação de representantes sindicais de Toledo, Cascavel, Guaíra, Marechal Cândido Rondon, Nova Santa Rosa, Terra Roxa e Cianorte. Também acompanharam o grupo para apoiar as reivindicações o presidente da Federação da Agricultura do Paraná, Ágide Meneguette e o deputado estadual Coronel Lee. Segundo Zabott as lideranças aguardam agora as ações por parte da Copel para discutir soluções para a problemática. “Aguardamos a vinda de técnicos da Copel para a região para discutir com os produtores alternativas para solucionar todos os problemas. Estas ações são urgentes e necessárias. Os produtores não aguentam mais”, disse Edmilson.

Fonte: Assessoria Créditos: Divulgação


PUBLICIDADE