Bolsa
IBOVESPA
|
Câmbio
Dólar |
Euro |
Peso Arg |
Ouro (onça) |
Geral
18/02/2021 18:31
Missas com imposição das Cinzas marcam o início da Quaresma em Palotina

Duas missas com a imposição das Cinzas marcaram o início da Quaresma

Palotina – Com um grande número de católicos presentes, mas respeitando o devido distanciamento, a Paróquia São Vicente Pallotti realizou nesta quarta-feira, dia 17, na Igreja Matriz, duas missas alusivas à Quarta-feira de Cinzas, marcando dessa forma o início da Quaresma. As celebrações aconteceram na Igreja Matriz com a imposição das Cinzas, uma pela manhã e outra à noite. Também foram realizadas celebrações em algumas comunidades da cidade e interior.

A Quaresma começa na Quarta-feira de Cinzas e termina no Domingo de Ramos, anterior ao Domingo de Páscoa. Durante os quarenta dias que precedem a Semana Santa e a Páscoa, os cristãos dedicam-se à reflexão, a conversão espiritual e se recolhem em oração e penitência para lembrar os 40 dias passados por Jesus no deserto e os sofrimentos que ele suportou na cruz.

Tradições da Quarta-feira de Cinzas
As cinzas, que provêm da queima dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior, representam a mortalidade e o arrependimento dos pecados. Por isso, elas são colocadas pelo padre na testa dos católicos durante as missas realizadas neste dia por todo o país, onde se recorda: “Com o suor do seu rosto você comerá o seu pão, até que volte à terra, visto que dela foi tirado; porque você é pó, e ao pó voltará". (Gênesis 3, 19).
Enquanto traça a cruz na testa dos fiéis, o sacerdote profere estas palavras: "arrependei-vos e acreditai no Evangelho".

Campanha da Fraternidade 2021
Mais uma vez a Igreja Católica se une a outras religiões cristãs e juntas promovem a Campanha da Fraternidade, como forma de testemunhar o Evangelho de Cristo. Em 2021, o tema proposto é “Cristo é a nossa Paz: do que era dividido fez uma unidade” (Ef 2,14a) e o lema “Fraternidade e diálogo: Compromisso de Amor”.
A Campanha da Fraternidade é ecumênica, e por isso, busca o diálogo com outras denominações cristãs. Esta será a quinta campanha com esse perfil e tem como objetivo geral convidar comunidades de fé e pessoas de boa vontade à reflexão e identificação a fim de promover um diálogo amoroso e testemunhar a unidade da diversidade.
O texto-base foi elaborado com o intuito de demonstrar que o diálogo é o nosso melhor testemunho. Dessa maneira, destaca que Jesus nos ensina a seguir pelo caminho da unidade na diversidade. Em um mundo marcado por casos de intolerância em diversos âmbitos, certamente essa é uma mensagem mais que necessária; e a Igreja também tem o papel de debate e reflexão na sociedade com todas essas relações.

Fonte: Folha da Terra Crédito: Pastoral da Comunicação


PUBLICIDADE