Bolsa
IBOVESPA
|
Câmbio
Dólar |
Euro |
Peso Arg |
Ouro (onça) |
Geral
09/11/2020 21:57
C.Vale completa 57 anos com foco em agroindustrialização

Depois de ser fundada por 24 pessoas, em 1963, a cooperativa chega a 2020 com mais de 23 mil associados, 11.600 funcionários e planos de ampliar ainda mais a agroindustrialização

Palotina - A definição da construção de uma indústria esmagadora de soja é o anúncio que marca os 57 anos da C.Vale. Depois de ser fundada por 24 pessoas, em 1963, a cooperativa chega a 2020 com mais de 23 mil associados, 11.600 funcionários e planos de ampliar ainda mais a agroindustrialização. A nova planta industrial terá capacidade para processar 2.500 toneladas de soja por dia, com possibilidade de ampliação para até 3 mil toneladas/dia, dependendo da tecnologia a ser adotada. 

O presidente da C.Vale, Alfredo Lang, revelou que a nova estrutura exigirá investimentos de R$ 552 milhões. Ele explicou que, numa primeira etapa, a indústria produzirá farelo e óleo de soja para rações. O volume que não for consumido será comercializado com terceiros nos mercados interno e externo. A cooperativa mantém sistemas de integração que produzem, atualmente, 620 mil frangos/dia e 110 mil tilápias/dia, e ainda fabrica rações para bovinos e suínos. Conforme Lang, as obras da esmagadora de soja devem iniciar já em 2021 e serem concluídas em 2023. “É um sonho antigo dos nossos associados que estamos realizando. Começaremos com a fabricação de farelo e óleo, e depois vamos ampliar o leque com óleo refinado, margarina e maionese”, revelou.
O novo empreendimento resultará na criação de 580 empregos diretos e indiretos. “Quero agradecer à C.Vale por esse investimento de mais de meio bilhão de reais no nosso estado”, comentou o governador.

Indústria esmagadora de soja
Investimento equivalente a 100 milhões de dólares
580 empregos diretos e indiretos
Empregos na construção: 1.500
Processamento: 15 milhões sacas/ano.

Fonte: Assessoria C.Vale


PUBLICIDADE