Bolsa
IBOVESPA
|
Câmbio
Dólar |
Euro |
Peso Arg |
Ouro (onça) |
Geral
12/02/2019 11:11
ARDEFA recebeu mais de uma tonelada de embalagens vazias de defensivos em 2018

No ano 2018 a Central da ARDEFA recebeu e processou 1.001,250 kg de embalagens vazias de defensivos agrícolas

Palotina - A ARDEFA - Associação Regional Oeste Paranaense de Distribuidores de Defensivos Agrícolas faz parte do Sistema Campo Limpo e vêm ao longo dos seus 17 anos contribuindo com o cumprimento da lei e orientando os produtores a fazer a devolução correta de embalagens. Produtores de 25 municípios fazem a devolução das embalagens na Central localizada na linha Alvorada, em Palotina e também nos pontos itinerantes.
No ano 2018 a Central da ARDEFA recebeu e processou 1.001,250 kg de embalagens vazias de defensivos agrícolas cumprindo a meta estabelecida para o ano.
Destinação final – De 2002 até 2019 a ARDEFA recebeu e destinou 48.500.617 embalagens.
A ARDEFA coloca à disposição dos produtores, diversas ferramentas para facilitar a retirada das embalagens, uma delas é o agendamento online usando adev, que é uma ferramenta online que permite o agendamento eletrônico para a devolução das embalagens vazias de defensivos agrícolas. É uma maneira rápida e fácil de cumprir a obrigação legal. Pela internet, você programa facilmente sua entrega, ganha tempo para dedicar-se à sua propriedade e, ao mesmo tempo, cuida do planeta e das futuras gerações. Acesse os sites e conheça mais sobre as facilidades do agendamento eletrônico: inpev.org.br/agendamento ou www.ardefa.com.br.
Recebimento Itinerante
O desenvolvimento da agricultura nos últimos anos é consequência do ganho de produtividade dos agricultores, em grande parte por causa do uso de defensivos agrícolas para a proteção de culturas contra plantas daninhas, pragas e doenças. Um dos resultados deste quadro é o aumento contínuo do número de embalagens vazias destes produtos devolvidos pelos produtores nas 410 unidades de recebimento do Sistema Campo Limpo, programa gerenciado pelo inpEV para realizar a logística reversa destes resíduos pós-consumo no Brasil.
Em muitas regiões do país, onde predominam pequenas propriedades rurais (entre 1 a 30 hectares), o volume de embalagens vazias gerado não justifica a instalação de uma unidade de recebimento fixa. Os recebimentos itinerantes, que hoje são responsáveis por 10% a 15% do total destinado no país, são uma solução ideal.
Segundo o gerente da ARDEFA, Eliseu Lopes Dos Santos, a responsabilidade compartilhada explica os bons resultados do Sistema Campo Limpo. E cada elo tem suas atribuições no processo de recebimento e destinação final das embalagens vazias de defensivos agrícolas. Canais de distribuição (cooperativas e revendas) são responsáveis por indicar na nota fiscal o local para devolução da embalagem pós-consumo; receber e armazenar adequadamente o material; emitir comprovante de devolução aos agricultores; e educar e conscientizar produtores sobre a importância de seguir os procedimentos corretos e participar da logística reversa.

 

Fonte: Folha da Terra Crédito: Divulgação


PUBLICIDADE