Bolsa
IBOVESPA
|
Câmbio
Dólar |
Euro |
Peso Arg |
Ouro (onça) |
Geral
27/12/2018 19:49
Alfredo Lang projeta futuro da C.Vale com mais geração de empregos, renda e tributos

Em entrevista concedida durante as comemorações dos 55 anos da C.Vale, o presidente da cooperativa, Alfredo Lang, disse que o foco continuará sendo a agroindustrialização 

Palotina - Em entrevista concedida durante as comemorações dos 55 anos da C.Vale, no final de novembro, o presidente da cooperativa, Alfredo Lang, disse que o foco continuará sendo a agroindustrialização como forma de melhorar a qualidade de vida dos associados, consequentemente gerando mais renda e fortalecendo a economia em sua área de ação. Lang apresentou o Plano de Modernização projetando o futuro da C.Vale pelos próximos 30 anos. Ele disse que o objetivo é receber o produto dos associados em milho e soja e transformar esses produtos em carne. “Estamos bem adiantado com o frango e suíno, através da Frimesa, e agora o peixe que a C.Vale deu início ano passado. A tendência é continuar ampliando essa linha porque nós somos grandes produtores de soja e de milho e esses dois produtos são sinônimo de carne. Nosso foco é a transformação do milho e soja em carne para gerar mais empregos e mais tributos, melhorando a qualidade de vida de muitas pessoas onde a C.Vale está inserida”. Lang revelou ainda que a cooperativa vai investir para melhorar suas unidades para facilitar o acesso da produção.
O presidente da C.Vale estimula os produtores a continuarem investindo e apostando no futuro porque a cooperativa vai crescer muito nas próximas décadas. “Com pouco espaço os produtores podem investir em aviário, pocilga ou açudes e assim aumentar sua renda. A C.Vale vai atuar para incentivar e ajudar a fazer financiamentos. Queremos que o produtor perceba que não é preciso ter muita terra para implantar ou ampliar suas atividades com frango, peixe e suínos. Com pouco espaço de terra ele pode ser um grande produtor”.
Ao avaliar o ano de 2018, o presidente da C.Vale disse que houveram muitas dificuldades que afetaram as exportações. Apesar disso a cooperativa conseguiu manter o mercado que já está melhorando com perspectiva de ser ainda mais positivo nos próximos anos.
Em relação à mudança de governo, Alfredo Lang ressaltou que o setor cooperativista tem uma expectativa muito grande. “O crédito ficou comprometido este ano, principalmente ficou limitado para novos projetos. O custo do dinheiro encareceu bastante e precisa que haja mudança novamente. Eu acho que o Brasil tem uma coisa muito importante que é o agronegócio. Temos espaço para crescer e o que precisa é que o produtor tenha acesso ao crédito com prazo e também com custo compatível. Se isso acontecer o Brasil vai dar uma retomada muito forte novamente e vai acontecer geração de empregos. Vai melhorar a vida de muita gente. É isso que o governo precisa olhar agora. O Brasil tem um grande potencial e a nossa produção tem uma grande aceitação. O mundo precisa de comida, então vamos produzir comida. Se o governo tiver sensibilidade o Brasil voltará de novo a crescer, as empresas vão crescer. Está aí o plano de modernização da C .Vale. Hoje temos uma área construída de 74 mil metros quadrados e para os próximos 30 anos projetamos crescer para 321 mil metros. É um grande desafio no qual eu acredito muito. É só o governo fazer a parte dele que nossos produtores e a comunidade em geral farão a sua”, finalizou.

Fonte: Folha da Terra Crédito: Arquivo


PUBLICIDADE